RESENHA: DOCUMENTÁRIO "NASCIDOS EM BORDÉIS"

Oi queridos leitores, tudo bem com vocês? Espero que sim. Hoje trago para vocês a resenha de um documentário maravilhoso, aqueles que amam fotografia vão gostar muito. 


Dirigido por Zana Briski e Ross Kauffman que relata a vida das mulheres e crianças no Distrito da Luz Vermelha. Briski se muda de Nova Iorque para a Índia dedicando-se a observar as mulheres prostitutas em meio ao tráfico de drogas, bebidas, violência, sujeira e pobreza. Mora com elas durante alguns anos e as crianças se mostram curiosas e interessadas a fotografar, daí surge a ideia de ensiná-las a mexer nas câmeras e dar para elas a missão de fotografar tudo o que achar interessante. Esta atitude surpreendeu Zana, pois as fotos foram melhores do que ela imaginava, todos descreviam a situação em que viviam, as pessoas imundas, em ambientes imundos. Elas descobriram uma forma de se expressar através da fotografia.

Zana acompanhava oito crianças, tornou-se professora, assistente social e amiga delas. São crianças nascidas e criadas em bordéis, presenciado tudo o que acontece. São cheias de vida, porém retraídas, existem muitas coisas dentro de cada uma delas, têm aparência de que carregam o mundo nas costas. Elas trabalham em troca de algum dinheiro lavando louça, varrendo o chão e fazendo compras para as mulheres da vizinhança, mas são tratadas muito mal, recebem muitos xingamentos.

São tão pequenas, mas sabem que o "trabalho" de suas mães não é certo. Shanti falou que chega homens bêbados e levam sua mãe para trabalhar no quarto, eles fecham a cortina para ela não ver o que acontece, enquanto isso todos vão brincar no telhado. As meninas dizem assustada que não querem este trabalho quando crescer, mas as mulheres repetem sempre que este será o destino delas, por isso Zana luta para o seguir matriculá-las em escolas que possam ter um futuro melhor longe daquele lugar.

A fotógrafa conseguiu realizar uma exposição com as fotos das crianças, fotos que revelam a devastação de suas histórias, seus medos, suas esperanças e seus desejos.

Eu achei bem interessante, pois todas as crianças são carregadas de otimismo, mesmo com as péssimas condições de vida. A fotógrafa surgiu como uma oportunidade de algumas horas de lazer e felicidade para estes pequeninos. Elas podiam ver algo melhor com suas fotografias apesar de fotografar a precariedade.

Nascidos em bordéis mostra o sofrimento vivido por crianças e elas têm a fotografia como uma distração para esquecer nem que seja por um momento a dura realidade e o interessante é que elas levam muito à sério o desafio, prestando bastante atenção nos elementos fotográficos e toda sua composição. Apesar de ser relatado o sofrimento, o olhar fica voltado para o compromisso com aquele novo trabalho, pude aprender bastante coisa, tanto sobre a vida quanto sobre as técnicas e as perspectivas fotográficas.

54 comentários

  1. Sou apaixonada por documentários, e já quero assistir esse <3

    http://www.teoremademahlli.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá, Monyque.
    Eu não assisto muitos documentários, mas achei esse muito interessante. Que situação difícil. E o pior que é que são poucas as crianças que crescem e conseguem sair dessa vida. Se der vou assistir.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  3. Também não sou muito de acompanhar documentarios, mais fiquei curiosa em relação ao assunto abordado. Beijos seguindo o blog
    http://encantosdasil.com/

    ResponderExcluir
  4. Muito boa a postagem, Monyque! Não conhecia ainda o documentário, mas depois vou dá uma olhada. Gosto muito de fotografia, fotografo tudo hahahaha. :)

    Blog: O Planeta Alternativo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assista, como gosta de fotografia, vai amar :D
      Beijos :*

      Excluir
  5. Não conhecia o documentário, mas parece muito bom. Gostei do tema abordado.
    Bjus!

    galerafashion.com

    ResponderExcluir
  6. Ótima resenha, me deixou curiosa pra assistir (e olha que nem gosto de documentários rs) Bjs

    www.mayaravieira.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi Monyque. Como vai?
    Eu não costumo assistir a documentários, mas gostei do que li na sua resenha. Deve ser realmente um bom aprendizado e algo para se refletir. Ótimo post. Bjus
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou bem flor :)
      Fico feliz que tenha gostado!
      Beijos :*

      Excluir
  8. Great post just as your all blog. I think that you are an awesome blogger, and I wish you luck in future! Kisses :* If you want, look my blog and follow me if you like it. <3
    CALLOFBEAUTY
    zrinka_skiljo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thank you for your visit. I'm glad you liked it. Kisses :*

      Excluir
  9. Adoro documentários, passo horas a ver, esse por acaso não tinha visto, mas já ficou apontado ;)

    Beijinhos <3 /Andreia

    https://damselme.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  10. Oi, Monyque!
    Eu não sou muito fã de documentários, mas esse me chamou atenção. Eu sempre me perguntei o que se daria dessas crianças que nascem em áreas de prostituição.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Concorra ao livro Depois do Fim autografado

    ResponderExcluir
  11. Oi, Monyque, tudo bem?
    Ahh, amei a premissa do documentário, vou anotá-lo para assistir depois, parece muito interessante.

    Retribuindo a visita e seguindo o blog. <3
    http://eusouumpoucodecadalivroqueli.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assista sim, é super interessante.
      Beijos :*

      Excluir
  12. Tenho que ver este documentário, sem falta!
    Segui o teu blog...se puderes visita o meu blog e se gostares segue :)
    Beijinhos

    https://itsbymeblog.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assista mesmo, obrigada pela visita :D
      Beijos :*

      Excluir
  13. Nice post!I follow you,please follow me back,thanks.♥
    https://laurevoir.blogspot.rs/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thank you for your visit. I'm glad you liked it. Kisses :*

      Excluir
  14. É difícil ver resenha de documentários pelos blogs afora, achei a temática bem interessante. Sem dúvida uma ótima sugestão!

    http://proposicoesliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Eu amo esse documentário. Assisti em uma disciplina extra da faculdade e fiquei chocada, mas ao mesmo tempo feliz pelo destino de algumas daquelas crianças. Achei uma atitude louvável da fotógrafa em resgatar aquelas crianças e dar a elas a oportunidade de uma vida melhor.
    Amei sua resenha, me fez rever vários momentos do filme.
    Check-in Virtual

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito interessante né? Que bom que gostou, obrigada pela visita :D
      Beijos :*

      Excluir
  16. Resenha ótima amei a dica, obrigado pela visita.
    Blog: https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderExcluir
  17. Que emocionante Monyque... triste mas necessário de se conhecer! Precisamos de obras assim pra podermos ajudar uns aos outros, vou assistir o documentário :D
    Bem vinda e cheguei pra ficar tb!

    osenhordoslivrosblog.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, obrigada pela visita :D
      Beijos :*

      Excluir
  18. Antes não assistia Documentários depois voltei para faculdade, comecei a assistir e me apaixonei. Adorei sua Dica.

    Beijos da Kah
    Blog Mundo da Kah
    Canal Blog Mundo da Kah
    Instagram

    ResponderExcluir
  19. Oláá! Tudo bem?
    Não sou de assistir documentários, mas esse me deixou interessada, fiquei com vontade!!
    Obrigada pela visita ao meu blog! Estou seguindo também ^^
    beeijo

    http://lecaferouge.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Fiquei curiosa em ver...
    Um beijinho,
    http://myheartaintabrain.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  21. Que interessante esse documentário, não conhecia..Resenha muito bem feita, parabéns!!

    Dani Ramos
    www.donaengenhosa.com.br

    ResponderExcluir
  22. Não conhecia o livro, mas o achei interessante por mostrar como reclamamos demais da vida. Essas crianças cresceram numa situação precária, em péssimas condições, e ainda assim sorriam e viam um lado positivo na vida através da fotografia, enquanto nós temos de tudo e ainda não estamos felizes o bastante. Ótima resenha!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade Carol, ótima semana pra você também :D
      Beijos :*

      Excluir
  23. Oii,
    Primeiramente que blog lindo, já estou seguindo, e segundo, adorei esse documentário e mais ainda essa resenha.

    https://dosedupladeleitura.blogspot.com.br/2017/07/resenha-14-quente-feito-tequila-brendow.html

    ResponderExcluir
  24. Olá Monyque,

    Gosto muito de documentários e ainda não conhecia esse, achei bem interessante e vou querer assistir, ótima resenha e dica...bjs.

    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir