SÉRIE DE PROFISSÕES #2: PSICOLOGIA

Oi gente, tudo bem por ai? Hoje trouxe mais um post da série de profissões que decidi fazer no intuito de ajudá-los a conhecer um pouco mais sobre cada profissão. A primeira que fiz foi sobre Jornalismo. Espero que gostem! Dúvidas e sugestões de qual a próxima profissão que vocês querem ver deixem nos comentários.

Fiz essas perguntas para um amigo meu que cursa Psicologia, o Romário :)



1. O que faz um Psicólogo?

Trata dos estados e processos mentais, do comportamento do ser humano e de suas interações com um ambiente físico e social.


2. Quais são as áreas de atuação?

Psicologia Escolar/Educacional; Psicologia Organizacional e do Trabalho; Psicologia de Trânsito; Psicologia Jurídica, Psicologia do Esporte, Psicologia Clínica, Psicologia Hospitalar, Psicopedagogia, Psicomotricidade, Psicologia Social, Neuropsicologia.

3. Quais são os desafios?

Muitos são os fatores que podem influenciar para que a Psicologia seja prejudicada como o misticismo, a banalização e falta de clareza sobre a profissão nova aqui no Brasil e sendo assim,  mesmo hoje, poucas pessoas sabem o que realmente a função que a nossa profissão exerce.

4. Em qual momento você sente que escolheu a profissão certa?

No momento em que vi ela transformar o meu modo de ver mundo e as pessoas, no bem que ela pode fazer ao ser humano.

5.  Qual a área que mais te fascina e pretende seguir?

Não existe uma área melhor que a outra, mas pretendo seguir a vida como professor, como psicólogo clínico e se possível, psicólogo hospitalar.

6. Há algo que as pessoas desconhecem dessa profissão que precisam saber?

Sim. Que a psicologia não trata de distúrbios graves e que não passamos remédios, pois essas funções são do psiquiatra. E que os testes psicológicos são de uso exclusivo do psicólogo e só ele tem capacidade de analisar e dar um parecer realmente correto.




O símbolo (lê-se: "psi") é uma das letras do alfabeto grego. Ao prefixo "psi", adicionou-se o sufixo "que", formando a palavra pssykhè (psique). Significa "alma" ou "espírito". O termo serviu para designar o que não era físico, que poderia ser da alma ou espírito, podendo ser entendido como: estudo da alma.


PS: Eu acho muito linda essa profissão e até fiz vestibular pra fazer mas o Jornalismo falou mais alto rsrs Ainda pretendo cursar um dia!

RESENHA: LIVRO "A VIDENTE", HANNAH HOWELL

Olá gente, tudo bem com vocês? A resenha de hoje é sobre o primeiro livro de época que li, já faz algum tempo, mas resolvi reler para resenhar aqui. 



Sinopse:

Estamos no século XVIII, na Inglaterra georgiana. Como todas as gerações de sua família, Chloe Wherlocke possui habilidades especiais, e o seu dom é ver além da visão física. Em 1985 ela prevê a morte de uma mulher que acabara de dar a luz e toda uma trama para atender a motivos escusos. Ao encontrar uma criança abandonada para morrer ao lado do corpo da mãe, ela salva o bebê e o cria escondido do mundo. Fazia isso por amor, mas talvez houvesse neste gesto alguma força do destino...

Com o passar dos anos Chloe descobriu que o encontro com a criança não havia sido uma simples coincidência, e percebeu, pouco a pouco, um desenrolar de acontecimentos que envolviam todos os membros de sua família num jogo de traições, mentiras e assassinatos.

Consciente de tudo, ela precisa ser rápida para salvar a vida do pai do menino, o conde Julian Kenwood, e avisá-lo que o filho não morreu. Mas, ao se aproximar da família Kenwood, Chloe percebeu seu sentimento de proteção por Julian se transformar enquanto a cada momento tudo fica mais perigoso.


Resenha:

Laurel acaba de dar a luz. Está perdendo as forças. A criança ao seu lado já havia morrido. Chloe vê sua irmã morrer logo após seu sobrinho. Duas perdas em tão pouco tempo. Teria que suportar a tristeza para poder ter forças para criar Anthony, outra criança que foi deixada ao lado de sua irmã substituída pela que estava morta.

Beatrice era casada com o conde de Colismoor e estava esperado um filho, mas dar um herdeiro a Julian estragaria seus planos e os de Arthur, tio do marido, que era seu amante. Eles planejavam durante anos se livrar de todos os herdeiros, inclusive do atual conde. Foram três tentativas frustradas de assassiná-lo. Assim que a criança nasceu, ela mandou que fosse levada para o campo e trocasse pelo bebê morto de uma moribunda que também tinha dado à luz no mesmo dia. A intenção era deixar seu filho morrer junto à mulher e fazer todos acreditar que o nono conde não sobreviveu.

Os Wherlocke e os Vaughn tinham fama de serem bruxos e feiticeiros, o que não era verdade, mas de fato eles possuíam dons. O de Chloe era o da visão. Ela previu a morte da irmã e foi até o local tentar impedir, mas não foi possível. Então decidiu cuidar daquele pequeno e juntar provas para um dia declarar sua legitimidade.

Sua participação na vida da família Kenwood estava só começando. Ela também previu todas as tentativas de pôr fim à vida do conde e estava lá com seu primo Sir Leopold para impedir. Eles conseguiram salvar Julian, mas este estava muito ferido e foi levado para a casa dos Wherlocke, onde estava Anthony. A hora de saber a verdade tinha chegado. Após dois anos Julian iria ficar frente à frente com seu herdeiro. Fazia algum tempo que ele descobriu a traição de sua esposa com seu tio, mas ao invés de fazer algo para mudar a situação, preferiu se entregar à bebida e à prostituição, deixando seus inimigos livres para planejarem sua morte.

Somos apresentados aos vilões logo no início e não há o mistério de desvendar, mas há um suspense pelo fato de não saber quando eles vão agir. Foi a maneira que a autora escolheu de desenvolver a história e na minha opinião não atrapalhou a leitura. Ela fluiu. Só me incomodei em alguns momentos em que Julian se lamenta por não ter percebido as traições e ter sido tão cego.

Chloe e o primo têm um plano para manter Beatrice e Arthur distraídos. Vão deixar Julian escondido fazendo todos acreditarem que está morto enquanto tentam reunir provas para acabar de vez com esse jogo. Mas ele está apenas começando. Seus inimigos não estão de brincadeira e são capazes de cometer muitas loucuras.

Chloe e Julian estão passando muito tempo juntos e um romance entre eles é inevitável. Começam a se encontrar às escondidas no quarto enquanto todos dormem. Esse segredo só é revelado para Leo, eles ficam noivos e irão se casar assim que o pesadelo acabar. E assim segue a história sendo intercalada entre o combate com os inimigos e o romance dos dois para amenizar a situação. Achei uma história muito agradável. Devorei o livro completamente rsrs e confesso que me deixou com uma pequena ressaca. Esse é o primeiro da série da família Wherlocke, o segundo é A Sensitiva e o terceiro A Intuitiva. Irei reler e trago a resenha pra vocês. Espero que gostem.

Julian deslizou as mãos pelas laterais do corpo delicado, desfrutando a maciez e o calor da pele sob suas mãos...

DECORAÇÃO: LUMINÁRIAS

E aí gente tudo bem com vocês? Eu amo itens de decoração e as luminárias estão bem em alta ultimamente né? Tava olhando no Pinterest e trouxe algumas que mais gostei. 





E vocês também curtem luminárias?


FATOS SOBRE MIM

Olá seus lindos, hoje vocês vão conhecer um pouco mais sobre mim. Se tiverem alguma pergunta deixem nos comentários que eu respondo!



1. Sempre fui uma pessoa muito Compreensiva. Desde criança quando queria alguma coisa e meus pais não podiam me dar eu não fazia birra. Entendia que eles faziam de tudo pra me dar o que eu queria, mas quando diziam "não" eu ficava triste claro, mas compreendia e não discutia.


2. Sou Determinada. Quando quero muito algo vou até o fim.



3. Sou muito Organizada. Tenho "alergia" à bagunça, chego a ficar nervosa quando tudo está revirado.



4. Sou muito Dramática. Pra tudo tem que ter um drama kk.



5. Sou Bipolar. Em questão de segundos mudo de humor e fica alterando 24 horas por dia. Sou um turbilhão de sensações.


6. Sou Chata. Tenho a plena consciência disso, na maior parte do tempo é uma chatisse saudável kkk mas às vezes ela sobre de nível.



7. Gosto de ajudar as pessoas. Já levei muito na cara por isso, mas continuo gostando. Faço tudo que está ao meu alcance para ajudar a quem ta precisando independente do que seja.



8. Amo ler e escrever. Isso não é novidade mas é um fato rsrs. Desde que conheci as palavras me apaixonei por elas.



9. Sou ciumenta. E MUITO! Com todos, seja família, amigos, namorado... alguém que eu tenha um carinho e afinidade já entra na lista kkk.



10. Gosto de cantar e dançar. Sim, é verdade. Sou uma grande cantora de chuveiro e danço muito kkk.



11. Sou tímida e extrovertida. Como pode? Acho que é por conta da bipolaridade. Tem momentos que eu tô bem alegre e saio falando com todo mundo que encontro, faço brincadeiras e tudo mais. Mas tem horas que fico totalmente tímida e só falto morrer de vergonha nos lugares. É meio estranho isso e nem eu entendo. Um dos motivos que escolhi jornalismo foi pra tentar superar essa timidez e está ajudando bastante só que algumas vezes "trava" kkk.



12. Como muito. Quer me deixar feliz? Me chame pra comer haha. Sou magra de ruim mesmo kkk.


13. Sou doida. Todos que me conhecem vai concordar comigo. Em meio a minha bipolaridade eu consigo ser doida em todas as situações.


14. Sou muito Sonhadora. Nível master! Tenho muitos sonhos grandes, eles me movem.


15. Sou 8 ou 80. Aquele velho ditado! Gosto de fazer todas as coisas certinhas, mas quando erro é daquele jeito rsrs.

RESENHA: LIVRO "QUE MICO!", DIEISON ENGROFF



Sinopse:


Todo mundo tem aqueles parentes que são iguais à segunda-feira; a gente não gosta, mas não tem como escapar deles. Sempre há alguém que fala o que não deve, que faz piada sem graça, ou que paga de abobado nas redes sociais... Essas situações hilárias e que rendem boas risadas a Rô compartilha com você! Ela quase morre de vergonha com cada mico e mancada cometidos por sua família, coitada! Os parentes dela, sem muito esforço, conseguem estourar todos os micômetros do planeta. É tanto mico que provavelmente você irá terminar a leitura com a barriga doendo de tanto rir e dirá: "Ufa! Ainda bem que não foi comigo!"

Um livro de humor, que também aborda questões sérias como consumismo, separação dos pais e o típico constrangimento que muitos adolescentes sentem em relação ao pai e à mãe. É pra pensar e se divertir!

Resenha:


Roberta Fernandes Poeta é uma garota de 14 anos que vive aquele dilema de todo adolescente que é aprender a lidar com os pais e parentes quando a fase de mudança se inicia. Aquela fase onde os hormônios estão à flor da pele e os confrontos em família são constantes por conta da falta de diálogo que dá lugar às brigas e xingamentos. Bem vindo ao mundo dos aborrecentes! Roberta, com quase 15 anos, já recebeu esse título e claro que não gostou nada disso né? Ela acha que é incompreendida e não se considera de fato uma rebelde.

Quando sai da escola ajuda sua mãe a fazer doces. Elas vivem em pé de guerra, motivo? A mãe da Roberta é igual a todas as mães: superprotetora. E isso inclui ser bem indiscreta em certas situações. Nessa idade é normal querer parecer adulta e quando as mães começam a falar das travessuras de infância é pra matar qualquer um de vergonha, mas ela não se toca e acha muito divertido constranger a filha, para ela, Roberta sempre vai ser uma criança, não importa a idade que tenha.

Como toda garota da sua idade, Roberta quer sair para barzinhos, festas de aniversário e passeios no shopping na companhia das amigas e não na cola da mãe o tempo todo. Mas a dona Val usa uma frase que todas as mães usam: "você não é todo mundo". E é o suficiente pra deixar as meninas enfurecidas não é mesmo? Essa é uma fase na qual passamos, aquela em que queremos ser donas do próprio nariz, onde ficamos contando os dias, as horas, os minutos e até segundos para a chegada da tão sonhada independência.


Eu morro de vergonha com cada coisa que acontece. Sem contar que não existe ninguém em nenhum lugar que consiga te deixar mais pirado do que um parente.

Os parentes dela deveriam ganhar um prêmio em pagar mico e a vergonha toda sobra pra quem? Coitada! Não é legal ser motivo de piada na escola com aqueles "coleguinhas" nada simpáticos que estão apenas esperando uma oportunidade de te sacanear. Agora imagine acontecendo todo dia. Sempre que alguém da família de Roberta apronta algo tem que ter plateia e sempre chega nos ouvidos dos zombadores. A maioria dos micos são da própria mãe, que a trata como bebê em qualquer lugar que esteja, inclusive na escola. Ela aparece com cada apelido que a pobre garota fica com vontade de enfiar a cabeça dentro de um buraco e não sair nunca mais.

Dei altas risadas com esse livro, muito divertido mesmo. Me identifiquei muito com a protagonista, em muitas situações da minha adolescência tive vergonha e raiva ao mesmo tempo das inconveniências dos meus queridos parentes. Mas também ligava aquele "tô nem aí" e seguia em frente, se for ficar remoendo tudo que acontece vai ficar paranoica. Tem que deixar passar e esperar o próximo mico kkk.

Você já percebeu como certas coisas que sua mãe fala interferem na ordem do Universo?

Mãe é uma coisa de louco né? Como pode ser o nosso maior amor e nos deixar irritado constantemente? Claro que o único objetivo delas é proteger, mas a maioria não sabe muito bem o que significa a palavra "limites" rsrs. Relembrei muitas conversas com as minhas amigas à respeito de nossas mães, era cada pérola. E ai de quem reclamar, elas sempre vêm com aquela frase: "quando você for mãe vai entender". E a gente responde mentalmente "Deus me livre ser assim quando for mãe" porque se pronunciar essas palavras corremos sérios riscos de levar uma bofetada. Acredito que tenha uma sociedade das mães porque todas elas dizem as mesmas frases ao longo dos anos e no final das contas elas sempre estão certas. Feliz daquele filho que seguir todos os conselhos de suas mães ou corre outro risco que é o de quebrar a cara! Mas como todo adolescente prefere seguir o "fluxo" do que a própria mãe tem mesmo que pagar o preço. Eu fui uma delas e não me arrependo, pois pude cair sozinha e levantar sozinha pra poder reconhecer o valor que minha genitora tem e hoje não faço mais nada quando ela diz "não" kkkk. 

"Quando eu morrer você vai me dar valor". Essa é uma clássica frase usada pelas mães como autodefesa, quando estão sem saída, sem mais argumentos para contestar.


Livro maravilhoso gente, espero que vocês gostem da resenha e leiam.  Ele está disponível na Amazon. Se alguém ainda não passou por essas situações ainda vai passar, é a lei da vida kkk. Dieison parabéns pela obra e muito obrigada mais uma vez por seu carinho comigo e com o blog. Te desejo muito sucesso!

VISITE PENEDO-ALAGOAS

Olá meus amores, como prometido, trouxe uma dica de um lugar lindo pra vocês visitarem. E para começar esse novo tema no blog, o primeiro lugar que indico é nada mais nada menos que a minha cidade natal, Penedo. Espero que gostem.


Visão de Penedo quando sai de Sergipe pelo Rio São Francisco 



História:

Tudo começou com o descobrimento do Brasil em 1500. Em 1501, Américo Vespúcio descobre a Foz do Rio São Francisco, o Velho Chico. Porta de entrada para o Sertão, veículo de civilização e cultura do nosso povo. Em 1502 a Europa já ouvia falar sobre o Rio São Francisco através da carta geográfica de Alberto Cantino, despertando interesse para suas minas de ouro e de prata. Em 1534 Duarte Coelho Pereira, primeiro donatário da Capitania de Pernambuco, desceu pelo litoral, adentrou pela Foz e a sete léguas encontrou um pequeno povoado e somente em 1560 foi oficialmente reconhecido pelo segundo donatário, Duarte Pereira Coelho de Albuquerque, era Penedo do São Francisco.

Em 12 de Abril de 1636 foi elevado à categoria de Vila, com o nome de Vila do Penedo do São Francisco, recebendo o título de Mui Nobre e sempre Leal. Essa condição de vila foi conquistada por ser centro polarizador de material humano de primeira qualidade e pelo refinamento de sua cultura à moda europeia. Em 1637 Maurício de Nassau invade Penedo e assim passamos quase 10 anos sob o domínio holandês. A vila passa a chamar-se Maurícia.

Mas daí surgiu um movimento revolucionário, cuja finalidade era arrancar a terra das mãos dos invasores. Este movimento recebeu o nome de Ó Peneda. Em 19 de Setembro de 1645 Valentin da Rocha, grande heroi penedense comanda a batalha final no alto do Monte Alegre, hoje praça Doutor Manoel Clementino do Monte, ali foi erguida uma cruz de pedra em estilo bizantino como marco do grande evento. No ano de 1660 os franciscanos chegaram à Penedo e construíram um convento e igreja Santa Maria dos Anjos, uma escola de francês, latim e filosofia.

Em 18 de Abril de 1842 Penedo torna-se cidade, dada a sua importância Penedo recebeu visitas ilustres. Em 14 de Outubro de 1859 tornou-se sede do governo imperial com a visita de sua majestade Dom Pedro II, Imperador do Brasil. Em Agosto de 1889 sua alteza Príncipe Gastão de Orleans chegou a Penedo e foi recebido em audiência especial.

Penedo, a cidade dos Sobrados, vitrine da história de Alagoas, berço da Civilização, Patrimônio Histórico Nacional.


Repleta de construções desde a época do Brasil Colonial


Prefeitura


Canhão da praça da prefeitura - representa o porte que existiu nos tempos da invasão holandesa



Casa da Aposentadoria - foi cadeia pública


Oratório da Forca


Convento Franciscano e igreja Nossa Senhora dos Anjos




Igreja das Correntes : A família que construiu era abolicionista, então os escravos que conseguiam fugir se escondiam dentro dela



Museu do Paço Imperial - antigo Sobrado, que contém um pouco dos antigos festivais de cinema, os primeiros do Brasil. E também algumas peças que relembram a passagem de Dom Pedro II



Opções de Hospedagem para os turistas: Pousada Colonial e Hotel São Francisco



Restaurante que fica encravado numa rocha: O Forte da Rocheira






A maior festividade da cidade acontece no segundo domingo do mês de janeiro, que é a festa de Bom Jesus dos Navegantes. Inicia na sexta com algumas bandas nacionais e regionais, encerra no domingo com a procissão, santa missa e show católico.

RECEBIDOS DE JANEIRO / NOVIDADES

Oi gente, tudo bem com vocês? Vim compartilhar os meus recebidos do mês passado e apresentar os novos autores parceiros do blog.

Livros Recebidos:

                 

              



Autores Parceiros:






LEITURAS DE JANEIRO

Olá amores, hoje trouxe as leituras que fiz no mês de janeiro, ao todo foram sete. Foi um número bom mas queria ter lido mais, mês de férias tem que aproveitar né? Mas aconteceram algumas coisas que tomaram meu tempo sagrado da leitura rsrs. Enfim... Ah, e todos eles eu recebi de autores parceiros do blog. Amei todos!


É a história de Melinda e de sua melhor amiga Eva. Elas se conheceram aos cinco anos de idade e a amizade entre elas duas é o que as fortalece. Melinda fora abandonada pela mãe que fugiu com um forasteiro na véspera de seus dezoito anos. Eva não tem mais ninguém nessa vida que olhe por ela, salvo sua melhor amiga Melinda. E juntas embarcam para Holanda, mais precisamente, Amsterdam.

Em Amsterdam elas constroem suas vidas, são donas do Café & Floricultura que está sempre cheio de turistas do mundo inteiro. E no país das tulipas, elas encontram seus amores. Elas passam por uma grande provação que irá fortalecer mais ainda essa grande relação de amizade. Seja testemunha de como o amor e a amizade andam juntas e intensamente nesse romance narrado em prosa e em verso. Mergulhe na vida de Melinda e de seu lindo cavalheiro Felipe. Se encante com a doçura de Eva e seu hipster francês de olhos azuis penetrantes. E acima de tudo, descubra como Melinda e Eva podem te fazer uma pessoa melhor depois de conhecer essa história doce, profunda e um tanto... Poética.


Romeo, um cientista dedicado ao estudo da malária, entra em crise e começa a desfazer as mentiras da relação familiar, incluindo a da mulher que o trai, da filha suicida e do filho que não é seu. A sua origem também é nebulosa, e passa a ser desvelada no decorrer do livro: criado por uma tia-mãe, retoma aos poucos o contato com sua mãe biológica e o fantasma de seu pai. Diante das perguntas sem respostas a que é constantemente submetido, acaba se confrontando com a dimensão microscópica do homem. Há quem enlouqueça e há quem siga em frente, resignado. E há também aqueles que, como Romeo, ficam no meio do caminho, entre o surto e a vontade de seguir adiante.



Um bebê nascido nas barracas de Auschwitz-Birkenau, em setembro de 1944. Uma sonata composta por um jovem oficial alemão, na mesma data, também em Auschwitz. Duas histórias que se cruzam e se completam. Décadas depois, Amália, jovem portuguesa, começa a levantar o véu de um passado nazista da família a partir de uma partitura que lhe ´revelada por sua bisavó alemã. A dúvida de que o avô, dado como morto antes do fim da Segunda Guerra, possa estar vivo no Rio de Janeiro, a leva a atravessar o oceano e a conhecer Adele e Enoch, judeus sobreviventes do Holocausto. A ascensão do nazismo na Alemanha, culminando na fatídica Noite dos Cristais, a saga dos judeus húngaros da Transilvânia, os guetos na Hungria e Romênia, os trens para Auschwitz, os mistérios acontecidos no campo de extermínio da Polônia e o pós-guerra numa casa cheia de segredos num lago de Potsdam oferecem os trilhos que Amália percorrerá para montar o quebra-cabeça. 


Todo mundo tem aqueles parentes que são iguais à segunda-feira; a gente não gosta, mas não tem como escapar deles. Sempre há alguém que fala o que não deve, que faz piada sem graça, ou que paga de abobado nas redes sociais... Essas situações hilárias e que rendem boas risadas a Rô compartilha com você! Ela quase morre de vergonha com cada mico e mancada cometidos por sua família, coitada! Os parentes dela, sem muito esforço, conseguem estourar todos os micômetros do planeta. É tanto mico que provavelmente você irá terminar a leitura com a barriga doendo de tanto rir e dirá: "Ufa! Ainda bem que não foi comigo!"

Um livro de humor, que também aborda questões sérias como consumismo, separação dos pais e o típico constrangimento que muitos adolescentes sentem em relação ao pai e à mãe. É pra pensar e se divertir!


Dominique Turner é lutador, assim como seus quatro amigos e ama o que faz, ou melhor, ama o dinheiro que ganha. Ele tinha apenas vinte e dois anos quando foi preso injustamente, e passou oito anos atrás das grades por causa de um engano. Ele foi acusado e matar Margareth Lewis, a mulher de James Lewis, um homem influente na sociedade por causa de grandes empreendimentos. 

Após sair da cadeia, Dom vai atrás de justiça, mas ele não imaginava que ia encontrar os irmãos Lewis. Treinados, fortes e preparados para proteger o lado obscuro do pai. Os irmãos Lewis, Emily e Eduard foram treinados pelos melhores com a intenção de proteger os empreendimentos do pai, mas eles ajudam a esconder quem é de verdade James Lewis, o dono da máfia que se tornou governador de Los Angeles. Emily e Dom tem um passado juntos, uma curta lembrança, mas é marcante dentro deles dois. O que será que irá acontecer nessa vingança?



"Vampira". Exatamente como todos dizem: vida eterna, beleza sobrenatural, força descomunal. Matar. Alice vai ter de lidar com tudo isso, mesmo contra sua vontade. Mas de uma coisa ela sabe; é melhor não confiar em ninguém. Robert, com todo o seu ódio, e Vitor, repleto de mistérios, impelem a novata para o meio de uma briga que não é dela. Sem contar os enigmas acerca de Charlotte, que assombram os pensamentos de Alice constantemente... Venha enfrentar os mais eletrizantes desafios junto com a jovem vampira.


Will sempre teve tudo na vida: beleza, saúde, riqueza e mulheres. Seu modo arrogante e pretensioso nunca foi um problema para que ele conseguisse o que queria. Todavia, algo muda completamente sua vida e,após um trágico acidente, ele se vê fechado em seu mundo com um coração gelado que somente uma bela e delicada rosa poderá aquecer.